Carta à população catarinense

A Associação Catarinense de Psiquiatria, cumprindo seu compromisso com o cuidado da Saúde Mental dos catarinenses, vem à público manifestar apoio às recomendações do Governo do Estado e Secretária Estadual de Saúde. Nossos gestores passam por uma situação sem precendentes e vem demonstrando compromisso pelo cuidado com a população.

Nesse cenário, as recomendações de isolamento tem sido questionadas e apontadas por alguns como possíveis agravantes da situação. A ACP, assim como a Associação Brasileira de Psiquiatria e outras federadas estaduais, reconhece as consequências psicológicas já experimentadas pelas incertezas atuais e os riscos de aumento de Transtornos Mentais e suicídio com essa crise e discute o tema com base nas melhores evidências científicas atuais e experiências de outros países.

Assim, reforçamos que as consequências psicológicas apontadas não contraindicam a quarentena, já que os efeitos psicológicos de não indicá-la e permitir que a e doença se espalhe podem ser piores.

Esperamos que os catarinenses sigam fortes e confiantes em sua capacidade de superar esse momento. Certos de que estamos fazendo o melhor, tomando as medidas que mostram-se necessárias agora.


 
Go to Top